POLÍTICA SOCIAL E SUA IMPORTÂNCIA

  • por

Nelinho Noronha

O Brasil, infelizmente, sente os impactos da pandemia do Coronavírus, que já atingiu mais de um 1,7 milhões de brasileiros e tirou a vida de mais de 68 mil, até este último dia oito de julho, e a situação não é mais grave graças aos reflexos ainda da política social praticada pelos governos Lula e Dilma, assim como a forte atuação das bancadas de esquerda no Congresso Nacional.

Lógico que se tivesse no comando do país um governo focado nas questões sociais e que soubesse líder e conduzir melhor toda esta situação, certamente, a pandemia do Coronavírus provocaria estrago muito menor, prova são as cidades governadas pelo PT, como Araraquara, em São Paulo, em que o número de vítimas é muito menor se comparado a outras cidades do Estado do mesmo porte e das que são vizinhas ao município governador por Edinho Silva (PT). Até o nosso vizinho Paraguai, que tem uma população de sete milhões de habitantes, contabiliza uma situação invejável, com apenas 19 mortes provocadas pela covid-19, graças a um governo que soube impor a necessidade e a prática do isolamento social.

O fato de termos um governo liberal no Brasil, com um presidente que infelizmente não surpreende, diante do seu histórico, apresentado nos seus 28 anos como deputado federal, só contribui para piorar a situação. Jair Bolsonaro, na contramão das principais lideranças mundiais, enfrentou de peito aberto a covid-19 e acabou sendo vítima dela, e deu voz a uma multidão de seguidores que ainda consideram que os acometidos pelo Coronavírus terão apenas uma “gripezinha” e que a cloroquina é o remédio que fará o milagre da cura.

  • Certamente a situação poderia estar ainda pior, se a bancada de oposição na Câmara Federal, liderada pelo PT, com participação do PC do B, Psol, PSTU e outros, não tivesse enfrentado os deputados liberais e o governo Bolsonaro, propondo que o auxílio emergencial fosse elevado de R$ 200,00, como queria o ministro Paulo Guedes, para R$ 600,00.

Foi esse auxílio emergencial, que chegou e que continua chegando a mais de 50 milhões de brasileiros, que tem garantido a economia em patamares aceitáveis. É justamente esse auxílio emergencial às famílias carentes que garantiu que as vendas no comércio em maio tivessem um crescimento superior a 13% em relação a mês de abril, surpreendendo inclusive muitos economistas. Também por iniciativa da bancada do PT, liderada pela deputada Benedita da Silva, que, agora, os profissionais da cultura também receberão auxílio emergencial.

É como o presidente Lula sempre defendeu que é preciso dar recursos ao povo que nunca teve nada, porque isso ajuda a movimentar também a economia. Felizmente, a  receita do governo com visão social tem contribuído para amenizar os impactos desta pandemia, mas não podemos fechar os olhos para a gravidade dessa dolorosa situação que tende a se agravar, caso o Congresso Nacional não reaja à altura para combate este combalido governo neoliberal, que inclusive se aproxima do chamado “centrão”, no Congresso Nacional, porque sente que perdeu inúmeros apoiadores ao longo desta trágica administração, que nesses 18 meses não apresentou nenhum projeto de nação, a não ser vender estatais e se tornar subserviente aos Estados Unidos, que, vire e mexe, fazem prevalecer a sua força e soberania na América, ignorando o seu parceiro de primeira ordem, agora, inclusive, proibindo que brasileiros que lá estudam, retornem ao país, em função do Brasil ser o epicentro do Coronavírus no mundo.

Esta relação conturbada com os americanos, que usa o Brasil, com o aval do governo Bolsonaro, para atingir grandes economias, como a da China, pode piorar ainda mais, no caso de os democratas forem vitoriosos nas eleições que se aproximam e voltarem ao comando do país norte americano. Os impactos de escolhas mal feita pelo governo Bolsonaro serão sentidos aqui e atingirão primeiro os que necessitam de políticas sociais.

Nelinho Noronha é vereador da cidade de Águas de São Pedro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *