População não culpa Bolsonaro pelas mortes Covid